Como Exercer a Liderança com Inteligência Emocional

Exercer a Liderança com Inteligência Emocional (IE) é sinônimo de equipes bem preparadas e dispostas a atingirem mais do que esperam delas.

Mas, para se alcançar isso, é preciso entender a importância da Inteligência Emocional para a liderança.

Estes são os assuntos que o artigo de hoje vai apresentar.

A boa Liderança resulta do conhecer as pessoas e de quanto você é bom em convencê-las a alcançar os objetivos propostos

Liderança é a qualidade de conquistar, motivar e persuadir pessoas a pensarem de maneiras semelhantes, entendendo que o caminho ou solução apresentada por seu líder é para benefício coletivo.

Se você é um líder de equipes ou busca desenvolver a habilidade de gerenciar pessoas e empresas, então, você precisa entender um pouco sobre Inteligência Emocional.

Precisa entender os benefícios da IE e, como desenvolver esta habilidade, fundamental para se ter sucesso tanto profissional quanto pessoal.

Entendendo a importância da Inteligência Emocional para Liderança

Inteligência emocional é a capacidade de controlar emoções e sentimentos próprios e alheios, de maneira coerente.

Ajudando a estabelecer uma comunicação mais efetiva, resultando em ações inteligentes e racionais.

IE é fundamental para quem exerce cargo de liderança e gerenciamento.

Nesse sentido, a IE interfere diretamente com a qualidade dos relacionamentos interpessoais no trabalho.

Pois permite identificar e compreender emoções através de autoavaliação constante. Com isso, aprendemos a lidar com nossos sentimentos, e com os sentimentos das outras pessoas.

Administrar sentimentos e comportamentos de acordo com as situações, nos faz ter uma vida mais tranquila, distantes de conflitos.

E assim, nos tornamos pessoas mais seguras e objetivas, o que colabora com a maximização de nossos resultados profissionais e pessoais.

Gerenciamento das Emoções

O controle equilibrado das emoções nos torna pessoas saudáveis. Uma vez, que conseguimos controlar os níveis de ansiedade e irritabilidade a tendência é levarmos a vida mais leve, tanto do lado pessoal quanto profissional.

Agora se, nos concentrarmos apenas nos aspectos que julgamos ineficientes ou ruins de nossa vida, a tendência é nos tornar pessoas tristes, desmotivadas e irritadas.

Resultando em solidão e isolamento, pois certamente, colegas e amigos se afastarão, simplesmente, por não se sentirem bem ao lado de pessoas assim.

Veja as principais características de pessoas que não gerenciam corretamente suas emoções no trabalho.

  • Ficam estressas facilmente
  • São mal-humoradas
  • Sem perceber, reclamam o tempo todo
  • Estão sempre esgotadas e cansadas
  • Acreditam que a empresa não as valoriza
  • Não investem ou investem pouco em novos conhecimentos de sua área
  • São estagnadas não possuem visão de futuro
  • Acreditam que não são ouvidas
  • Buscam questionar sempre de maneira negativa
  • Tem atitude mental muito negativa e tóxica
  • Tem medo de arriscar, medo do futuro.
  • Desconfiam de tudo, de todos e de si própria
  • Possuem dificuldades de concentração, perdem o foco com facilidade
  • Não se expressam com clareza
  • Ficam relembrando situações passadas com rancor.
  • Não aceitam serem contrariadas, levam tudo para o lado pessoal
  • Tem dificuldades de se relacionar e construir amizades dentro da empresa
  • Apresentam rendimento ruim ou mediano

Por outro lado, pessoas que conseguem gerenciar bem suas emoções, possuem atitudes e resultados muito admiráveis

  • Gostam de desafios e tarefas complexas
  • São calmas, e analisam bem as circunstâncias
  • São simpáticas e veem sempre o lado bom dos acontecimentos de sua vida e na vida dos outros
  • Estão sempre altamente motivadas e com alta performance
  • Acreditam e valorizam seu potencial, e mostram por meio de resultados
  • São pessoas extremamente focadas
  • Estão constantemente estudando maneiras de fazer melhor, acreditam que o aprendizado é uma fonte inesgotável
  • Estabelecem metas para os próximos 5 a 10 anos
  • São pessoas muito persuasivas
  • Antes de fazer questionamentos, analisam bem as situações, tanto os aspectos negativos quanto positivos
  • Tem uma atitude mental positiva
  • Querem sempre o melhor para si como para os outros
  • Vivem o agora, focando no futuro
  • Acreditam em seu potencial e no potencial das pessoas ao seu redor
  • Entendem que todos têm as mesmas condições para melhorar e evoluir
  • São ótimos comunicadores
  • Perdoam com facilidade
  • Lidam bem com as objeções de seus argumentos e ideias, sabe separar o lado profissional do lado pessoal
  • Constroem ótimas e duradouras amizades
  • São profissionais de alta performance

Aposto que você identificou pessoas com algumas ou várias destas características ao seu redor.

É preciso muita atenção em si próprio e nas pessoas que estão ao seu lado.

Uma empresa precisa de pessoas com inteligência emocional bem desenvolvida, do contrário, enfrentará muitos problemas com sua administração e controle.

Podendo afetar, a qualidade de seus serviços, o relacionamento com seus clientes e fornecedores, com sua marca e, consequentemente, tendo que amargar resultados abaixo do esperado.

O desafio de exercer uma liderança com Inteligência Emocional?

Lidar com pessoas com personalidades distintas exige de você muito mais que capacidade técnica.

É preciso ter capacidade de enxergar as diferenças, resolver os conflitos, estabelecer uma forma de trabalho em todos possam se sentir valorizados.

É aí que você, precisa usar sua inteligência emocional de forma criativa. Focada em resultados, criando um estilo de liderança empática, que se preocupa com o bem-estar individual de cada, membro de sua equipe.

Buscando estimular as pessoas a darem seu melhor, mostrando a importância que cada uma tem para objetivo final da empresa.

Promovendo assim, crescimento pessoal de cada membro da equipe, quebrando crenças limitantes que impedem o desenvolvimento de cada um.

Como desenvolver a Inteligência Emocional para liderar com mais eficiência

De acordo com Daniel Goleman, autor do Livro Inteligência Emocional, a IE é formada por 5 elementos principais:

  • Autoconsciência
  • Autorregulação
  • Motivação
  • Empatia
  • Habilidades sociais

 

Para Goleman, quanto mais um líder souber gerenciar cada uma desses elementos, mais desenvolve inteligência emocional.

Na prática, quanto maior for IE de um líder, maior também será a eficácia de sua liderança.

Agora, vou falar sobre cada um desses elementos, de acordo com a importância, que acredito que tenham para uma boa conduta de um líder.

#Autoconsciência = Conhecer a si próprio

Desenvolver o autoconhecimento é fundamental, você só consegue isso examinando suas emoções, sentimentos e o quanto eles ditam seus comportamentos e decisões.

#Autodomínio

Para ter autodomínio você precisa saber controlar seus padrões de pensamentos e comportamentos e ter clareza de seus pontos fortes e pontos fracos.

Com isso, buscar formas de controlar seus impulsos, pensar de forma positiva, dar-se o benefício da dúvida, antes de tomar decisões precipitadas.

Ter visão holística da situação empresarial e quanto sua atitude mental está afetando, para que possa atingir aquilo que esperam de você.

Para exercer uma liderança eficiente é preciso ter domínio próprio, e não ter medo de realizar o desconhecido.

O líder é a pessoa que deve tomar a iniciativa e fazer as coisas acontecerem como tem que acontecer.

#Automotivação

Estar motivado é um exercício diário, todos os dias você deve ter consciência do que te motiva, e estar preparado para fazer o que for necessário para alcançar seus objetivos.

#Empatia

Como disse antes, é importante exercer um estilo de liderança empática, mas você deve fazer isso de maneira natural, e se você não for uma pessoa empática, isso não é tão fácil de se conseguir.

Tente perceber os sentimentos, as angústias, medos, dificuldades e preocupações de seus funcionários.

Se pergunte, como você gostaria de ser tratado se estivesse no lugar dele.

Se aproxime mais das pessoas, e busque entender mais que seus subordinados, enxergando-os como pessoas iguais a você que tem planos e sonhos.

Procure estimular mais seus funcionários, mostrando-se ser uma pessoa mais empática, que se importa com eles.

#Construir bons relacionamentos sociais

Relacionamentos sociais bem construídos te ajudarão a entender as emoções das outras pessoas, permitindo que se sinta à vontade para sugerir e ajudar as pessoas naquilo que elas necessitam.

Além de ajudar a aprender mais, a troca de experiências nos torna pessoas mais sábias e experientes.

Benefícios de desenvolver a Inteligência Emocional

Então, como você desenvolve ou administra sua inteligência emocional?

Lembre-se que antes de liderar sua equipe de trabalho  você precisa ter uma liderança excepcional sobre você mesmo.

Seus sentimentos são armas poderosas que acertam em cheio suas emoções influenciando diretamente seu padrão comportamental.

Emoções equilibradas e bem-geridas te ajudarão a vencer fatores de estresse e situações conflitantes.

Permitindo encontrar respostas rápidas e eficientes, para as mais difíceis situações no dia a dia em sua empresa.

E você, como exerce a sua Inteligência Emocional em sua empresa?

Comente no espaço abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *