Estratégias Mentais para se Destacar no Ambiente de Trabalho

 

Muita gente acredita que para construir uma carreira de sucesso é preciso escolher a profissão certa e trabalhar duro durante anos e anos para um dia, se tiver sorte, conseguir alcançar o nível desejado. Mas na prática tudo é muito diferente. Construir uma carreira de sucesso não consiste apenas em escolher uma profissão e deixar que o tempo faça o resto: são necessárias outras habilidades além das técnicas específicas da ocupação. 

A caminhada para o sucesso profissional não precisa ser tão longa quanto as pessoas pensam, mas deve ser bem pensada, ou para alguns, bem planejada. Para ilustrar melhor, usemos uma analogia esportiva. No poker, um esporte mental que requer grande habilidade, é preciso saber o que fazer além das mãos iniciais – elas são apenas uma peça no quebra-cabeça do pote. Ter jogo de cintura após ser contratado e ler bem seu ambiente profissional é um recurso pouco pensado assim que se chega nesse novo habitat e poucas pessoas o fazem. Uma atitude emocional pode colocar em risco seu almejado sucesso. Portanto, para evitar tomadas de decisões equivocadas não se pode deixar levar por pequenas rusgas. É preciso fazer um planejamento adequado, e é isso o que o consultor de carreira Dan Rust explica em seu livro “Workplace Poker: Are you playing the game, or just getting played?” (Você está jogando, ou estão jogando com você).

Em seu livro, Dan sugere algumas atitudes mentais que te ajudarão a construir uma carreira de sucesso e muitas vezes podem te livrar de situações como ser pego de surpresa com uma demissão. Para isso, o autor o autor sugere adotar as mesmas estratégias utilizadas durante uma partida de poker. Por exemplo, em uma mesa, observar o ambiente a sua volta (os outros participantes) é fundamental para tentar prever suas ações, como, por exemplo, um blefe. No business não é diferente: observar os seus colegas de trabalho pode te colocar em vantagem e com o desenvolver da técnica você conseguirá antecipar algumas atitudes que podem te favorecer ou até mesmo te prejudicar.

Outra analogia interessante do livro é em relação a análise das cartas antes da sua próxima jogada, Dan explica que ao analisar as cartas que estão na mesa, o profissional de poker consegue fazer uma estimativa das suas probabilidades e assim prever o seu próximo movimento. No ambiente de trabalho é a mesma coisa. Quando se analisa a situação (atitudes dos líderes e o ramo da empresa) você consegue prever uma possível mudança de direção nos negócios e, em alguns casos, de acordo com exemplos citados no livro, é capaz de prever uma possível demissão apenas analisando uma mudança de postura do seu líder em relação a você. Há muito do poker que pode ser aplicado no dia-a-dia. 

Desenvolver uma atitude mental positiva é muito mais importante do que pensa, em alguns casos, é ela que pode lhe garantir o emprego em um momento de crise nos negócios. Para alguns especialistas, uma prática muito comum nas grandes empresas é a relação entre os funcionários. Para muitos, o ambiente corporativo funciona como uma grande família, mas essa é uma atitude errada para quem quer crescer na carreira. É preciso entender que nem todos estão ali em busca de amizades. 

O que deve ficar claro e em foco é o seu objetivo, você está na empresa para fazer o seu melhor e esperando uma oportunidade de crescimento. Claro que isso não significa que não se pode criar uma boa relação ou muito menos que deve-se jogar sujo para atingir os seus objetivos. Educação, respeito com o próximo são pré-requisitos para qualquer ambiente – porém, evite tratar como família quem não faz parte dela. Afinal, com quantas pessoas do seu último emprego você ainda mantém uma relação próxima? 

Outro ponto a se atentar é o fato de que a neurociência já mostrou que a maioria das pessoas têm dificuldade em reconhecer suas próprias qualidades e, pior ainda, de expressá-las. Isso pode ser um problema quando se está em um ambiente profissional. Saber “vender o seu peixe”, como argumentar a seu favor é popularmente conhecido, consiste em uma linha tênue entre reconhecer/expressar suas qualidades ou ser considerada uma pessoa cheia de si ou “metida”, e consequentemente criar a antipatia dos que estão a sua volta.  

De toda forma, uma simples mudança de atitude mental pode resolver esse problema, se você aprender a reconhecer suas qualidades, automaticamente se tornará uma pessoa mais confiante e isso influenciará suas atitudes no dia a dia. Já quando for expressá-las, procure sempre o momento certo, por exemplo, quando o seu chefe perguntar se alguém se habilita a realizar uma tarefa específica com um certo grau de complexidade, se você for apto a isso, este é o ponto ideal para demonstrar suas habilidades. Basta dizer que está disposto a fazer o que estão lhe pedindo, pois acredita que com suas hard skills não terá problemas em realizar esta tarefa.  

Tenha em mente de que você e seus colegas estão no mesmo nível e aja de acordo. Essas são apenas algumas e poucas mudanças que deve adotar e que parecem simples, mas fazem muita diferença na vida profissional e, com certeza, te ajudarão a sobreviver e se destacar no ambiente de trabalho.

 

Elisangela Oliveira

Elisângela Oliveira tem formação superior em contabilidade, mas atua como blogueira e escritora. Se dedica a estudar muito sobre empreendedorismo, gestão e marketing digital e repassa seus conhecimentos pela internet desde 2014. Seus principais trabalhos estão nos sites Atitude e Negócios e Atine Empreenda.

Website: https://atitudeenegocios.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *