Por que as empresas fecham as portas precocemente no Brasil

Por que as Empresas Fecham as Portas Precocemente no Brasil

Um dos maiores problemas está na falta de informação e capacitação do empreendedor. Veja neste post o relato de uma experiência pessoal.

Para o empreendedor no dia em que abre sua empresa tem um sentimento muito especial, como se fosse seu primeiro filho. Ele deseja cuidar para que cresça saudável, ensinar para enfrentar as dificuldades, enfim.

Ele deseja construir algo sólido que garanta o sustento de sua família e daqueles que sabe muito bem, que depende também do progresso de sua empresa para sobreviver, – seus funcionários.

Por isso fechar um empresa, é uma perda, tão dolorida, porque não é só uma pessoa que perde, são diversos clientes que deixarão de ter a oportunidade de adquirir o produto ou serviço, são os colaboradores que deixarão de exercer uma profissão e sustentar sua família, são os fornecedores que perdem um cliente, em resumo, é a sociedade que perde também.

Um tempo atrás, assisti e participei do sepultamento de uma empresa com grande potencial, mas fechou porque lhe faltou infraestrutura e boa gestão em todas as áreas.

Uma pequena indústria, com um pouco mais de 25 funcionários, que atuava no ramo de refrigeração.

Seus principais problemas eram:

  • Grande grau de inadimplência com fornecedores

Isso causava outro problema que era como adquirir a matéria-prima para fabricar produtos das novas vendas que eram feitas.

A empresa se esforçava. Conseguiu por algum tempo, negociar seus débitos e assim, adquirir as matérias primas que necessitava para fazer as entregas das vendas realizadas.

  • Má gestão das finanças da empresa

Cada novo pedido que era fechado, a empresa recebia um percentual de adiantamento de vendas.

Recursos que muitas vezes, era todo utilizado para retiradas dos sócios, sem nenhum controle ou preocupação com as responsabilidades futuras.

Com todo esse descontrole das finanças e com um capital de giro que quase não era utilizado para as necessidades gerais da empresa, foi ficando cada vez mais difícil gerenciar toda e qualquer operação.

  • Pagamento de salários em atraso

Aos poucos, os recursos foram ficando cada vez mais escassos, até o ponto em que começou-se a atrasar o pagamento de salário. Muitos funcionários, foram pedindo demissão. Outros, fizeram acordo, e outros ainda, entraram na Justiça do Trabalho.

Por que esta empresa fechou?

Acredito que, a primeira razão foi a falta de experiência dos sócios do mercado em que atuavam.

Além de não conhecerem o seu segmento, lhes faltou pesquisa, estudo sobre o funcionamento do sistema de gestão de uma indústria.

A ansiedade e perspectiva de bons lucros, levaram para um caminho dos sonhos, mas os fizeram esquecer que para manter um negócio é preciso muita ação e atuação em todas as áreas da nova empresa.

Delegaram muitas atividades, mas ao mesmo tempo, não deram liberdade para a equipe tentar fazer algo que amenizasse os problemas.

Erraram, na gestão do capital de giro no início do negócio.

Pensaram em se pagar primeiro, antes de cumprir com as obrigações que a empresa assumiria no momento de seu nascimento e depois.

[Por que as empresas Fecham as Portas?] Consequências enfrentadas antes do suspiro final

Não dá para medir, qual o maior impacto que os erros trouxeram. Certamente, deixar de honrar suas obrigações em dia foi algo que marcou muito na história da empresa.

Inclusive os custos fixos, como energia elétrica, água e aluguel, salários, fornecedores, a não entrega das vendas realizadas.

Bom, um cenário de total desastre foi acometendo essa empresa.

Evidentemente, que com o cadastro dela, não havia condições de tentar um financiamento.

A empresa fechou!

Foi muito frustrante, porque vi a equipe lutar, se abraçar para encontrar solução e manter-se ativa.

Pode ter certeza, que fatos como esses, e outros bem piores, ocorrem aos montes nas milhares de microempresas existentes no Brasil.

Só há um caminho para evitarmos que empresas com grande potencial, fechem as portas, é divulgando informação.

É mostrando aos seus sócios, que é preciso se capacitar para gerir um negócio.

Não basta, abrir um cnpj, alugar um imóvel, comprar os móveis e fazer contratações de funcionários.

É preciso, estar preparado, para enfrentar as dificuldades diárias.

Montar um excelente planejamento estratégico, além de antever os possíveis problemas e traçar planos emergenciais.

Mas tudo isso, sem capacitação não acontece na prática.

Para terminar, acredito que a capacitação, acontece quando há consciência da real responsabilidade e desafio que é montar uma empresa.

Se você se sente cansado, abatido e desanimado com os resultados que sua empresa está tendo?

Entre em contato!!

 

Envie um e-mail para contato@atitudeenegocios.com.

 

Tags: | |

Baixe Gratuitamente o E-book Guia da Transformação Vencedora

Baixe Gratuitamente o E-book Guia da Transformação Vencedora

18 Atitudes Para Alcançar Qualquer Objetivo

Não enviamos spam!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.