Reserva de emergência para empresas: Saiba como montar a sua!

Reserva de emergência para empresas é uma proteção para momentos de aperto financeiro. Seu objetivo é custear acontecimentos não previstos. Saiba como montar a sua!

A reserva de emergência é um termo financeiro que tem se popularizado nos últimos tempos. Ela serve tanto para pessoas físicas quanto para empresas e, é essencial, para garantir segurança em eventuais crises.

Ouça o áudio deste artigo!

Apesar disso, boa parte das empresas não entende a sua importância e não possui essa reserva. Nesse texto vou explicar sobre o papel da Reserva de emergência em um negócio e dar dicas para você montar a sua.

O que é reserva de emergência?

            A reserva de emergência corresponde ao custo de vida de uma pessoa por um período. No caso da empresa, corresponde ao custo de funcionamento de um estabelecimento, nisso entram valores, como: salários, contas fixas (luz, água), matéria prima, entre outros.

Para que serve?

            A empresa precisa se manter ativa em diferentes períodos e cenários. Mas sabemos que a economia tem diversas oscilações, recessões e crises.

 Em virtude disso, para não passar por apertos ou até mesmo falir, por enfrentar períodos de dificuldade e instabilidade econômica, é necessário se proteger financeiramente desses imprevistos.

            Setores como o comércio, por exemplo, podem sofrer quedas significativas em certos momentos e isso prejudica o andamento do negócio.

Nesse momento, devido a pandemia do corona vírus, a OMC( Organização Mundial do Comércio) estima que, o comércio global deve recuar entre 13 e 32% esse ano.

É nesse cenário, que a reserva de emergência entra, funcionando como uma espécie de Airbag, prevenindo, em parte, os impactos negativos da economia, no seu negócio.

            Alguns dos benefícios são:

  • Segurança de capital: A empresa fica assegurada de que existe dinheiro em caixa, o chamado capital de giro.
  • Resistência a cenários de crise: Empresas que possuem reserva de emergência, são mais propensas a passarem melhor pelas crises financeiras, se recuperando com mais facilidade.
  • Manter um estoque: Deixar os estoques sempre abastecidos com produtos necessários para atender a demanda de mercado.
  • Garantir os pagamentos das despesas do negócio: Não entrar em dívidas para conseguir manter o negócio aberto.
  • Manter o capital de giro: O capital de giro de uma empresa é o dinheiro de que ela dispõe para manter o seu funcionamento com as contas em dia.

 A reserva de emergência pode cobrir o capital de giro em determinados momentos para que a empresa permaneça aberta.

 Quanto maior é a reserva de emergência, maior é a segurança do empregador em relação as contas a pagar e a possibilidade de imprevistos.

Como definir o valor da sua reserva?

Para definir o valor exato, é necessário saber o custo de funcionamento de um mês da sua empresa.

Para determinar esse valor você deve somar todos os custos necessários para manter o negócio aberto durante 1 mês como aluguel, folha de pagamento, insumos, transporte etc.

 O ideal é ter o equivalente a pelo menos, 6 meses desse valor, ou seja, se o custo de funcionamento é de R$ 3.000 reais, logo, sua reserva de emergência deve ter R$ 12.000 reais.

Como juntar o valor da reserva de emergência?

            Você deve poupar todos os meses um valor para começar a compor a reserva.

Lembre-se, esse valor você mesmo vai determinar.

Mas, como sugestão:

Vamos supor que, seu lucro seja de R$ 6.000,00 por mês, você pode tirar de 10 a 30% desse valor, para investir na sua reserva, ou seja, entre R$ 600,00 e R$ 1.800,00.

            Assim, aos poucos você vai começar a ver sua reserva crescer sem ter que fazer muito esforço.

Em que momentos ela pode ser usada?

Como o próprio nome diz a reserva de emergência deve ser usada para emergências, ou seja, situações desfavoráveis. Mas além disso, também pode ser usada para:

  • oportunidades de crescimento como para expandir o negócio;
  • investimento em marketing e, assim atrair mais clientes;
  • manutenção e compra de equipamentos que aumentem a receita do estabelecimento etc.

Nessa pandemia muitos estabelecimentos tiveram de se reinventar. Podemos citar, por exemplo, a área da alimentação, que em boa parte migrou para o estilo delivery.

Nesse caso o delivery, se constituiu uma oportunidade para os empreendedores que tiveram de fechar as portas dos locais físicos, esse é um bom exemplo de como a reserva de emergência poderia ser empregada.

Também para você que tem o sonho de empreender é essencial colocar nos planos, se possível, antes mesmo de começar o negócio, formar uma reserva de emergência, pois ela vai te dar muito mais estabilidade e segurança para dirigir o negócio.

3 Passos para criar a reserva de emergência

Agora, resumindo o que foi dito, três passos práticos para iniciar sua reserva de emergência:

  • 1° Descobrir o valor ideal para a sua reserva
  • 2° Se disciplinar para separar esse valor todos os meses
  • 3° Investir esse dinheiro em um ativo com liquidez imediata

Onde investir a reserva de emergência?

O dinheiro da reserva de emergência não deve ficar guardado em casa debaixo do colchão, ele deve ser investido em um ativo seguro.

É importante investir esse dinheiro por dois motivos:

Primeiro, o valor da reserva de emergência costuma ser alto e por isso não é seguro guardá-lo em casa;

Segundo, que esse dinheiro, se investido, vai render mais dinheiro por conta dos juros.

Não é recomendado colocar o dinheiro da reserva em investimentos de alto risco e com vencimento de longo prazo como ações ou fundos imobiliários.

O ideal é colocar em ativos de renda fixa com liquidez imediata, que podem ser tirados a qualquer momento.

Alguns exemplos de investimentos seguros para colocar a reserva, são: CDBs com liquidez diária, Tesouro SELIC e LCI/LCA também com liquidez diária.

Os três possuem algumas diferenças, como as taxas indexadas e tributação específica, mas todos são investimentos seguros e que podem ser facilmente resgatados.

Reserva de emergência para empresas: Conclusão

A reserva de emergência vai te ajudar a ter mais tranquilidade em relação ao seu negócio.

É importante, saber que existe uma margem de erro segura para os imprevistos, que podem acontecer.

Comece agora a montar a sua e com certeza você vai experimentar os benefícios de empreender com segurança.

Se precisar de orientações para constituir a sua Reserva de Emergência, entre em contato.

Sobre a autora

Elisângela OliveiraElisângela Oliveira, é contadora, trabalha com consultoria empresarial, assessoria em serviços de Assistente Virtual, e BPO Financeiro. É também, editora do Atitude e Negócios. “Minha missão é ajudar empreendedores a terem mais atitude em seus negócios e alcançar seus objetivos.”

Baixe Gratuitamente o E-book Guia da Transformação Vencedora

Baixe Gratuitamente o E-book Guia da Transformação Vencedora

18 Atitudes Para Alcançar Qualquer Objetivo

Não enviamos spam!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.