Como Vender Pelo Mercado Livre

Vender pelo Mercado Livre: veja como funciona a plataforma do mercado livre e o que é necessário para montar uma loja virtual

A venda de produtos pela internet é um segmento que não para de crescer, e uma boa opção para montar sua loja é vender pelo mercado livre.

A criação de um e-commerce próprio pode ter um alto custo, desde sua implementação e até na sua divulgação.

Na parte da implementação, já haverá custos antes de começar a vender, pois se você não tem o conhecimento para a criação do e-commerce terá que contratar um desenvolvedor.

Além do custo do desenvolvedor, terá o custo da plataforma de e-commerce, que é a empresa que gerencia os pagamentos, com cartão, boleto entre outros.

Leia também: Como Fazer Um Plano de Negócio

Com o seu e-commerce pronto, é hora de divulgar sua loja, essa é a parte mais importante, porque uma loja só vende quando é encontrada e, fazê-la ser indexada nos mecanismos de pesquisas pode demorar alguns meses, além disso, terá que dedicar muito esforço para isso.

O Mercado Livre

Frente a todos esses processos surge a opção de vender pelo mercado livre, que é uma plataforma já consolidada no mercado de e-commerce.

A plataforma do mercado livre oferece muita segurança para quem compra e para quem vende. Sua principal característica é que o valor da compra fica em crédito para o vendedor, até que o produto seja entregue.

Isso gera maior segurança para o cliente, porque se a mercadoria recebida apresentar algum defeito, poderá devolver o produto e receber a devolução de seu pagamento.

Mas essa devolução tem que ser validada pelo vendedor. O que na prática, gera segurança para quem vende, porque o valor só será estornado se o produto devolvido estiver em boas condições.

O que Precisa Para Montar sua Loja e Vender no Mercado Livre

O primeiro passo é criar uma conta no site do mercado livre, e para isso precisa apenas do nome e um e-mail.

Após realizar o cadastro, você receberá em seu e-mail com um código de verificação.

Ao concluir essa etapa, você pode entrar em “eshops.mercadolivre.com.br” ou pelo site do “www.mercadolivre.com.br” e criar sua Loja virtual.

Agora que você já tem a sua loja virtual criada, o próximo passo é fazer as configurações.

  • Colocar o nome e logo;
  • A categoria dos produtos que irá comercializar;
  • Cadastrar os produtos;
  • Entre outras configurações.

Uma possibilidade que o mercado livre oferece é a personalização do domínio de sua loja. Podendo ficar assim: “nomedesualoja.mercadoshops.com.br”, esta é uma opção muito bacana para você fazer o marketing de sua loja virtual.

Depois de configurar o endereço, o nome, o logo e inserir o portfólio de produtos, a sua loja já aparecerá nas buscas do mercado livre.

Os Custos para Montar uma Loja Virtual no Mercado Livre

É importante frisar, que a criação da loja não tem custos, portanto, não há mensalidade.

O único desembolso acontece a cada venda realizada, que varia de 5,5% a 10% e em alguns casos têm mais uma taxa de R$5,00, que depende do plano contratado e do valor do item vendido.

Existe também a possibilidade criar a loja e vender os produtos totalmente gratuita, porém, a exposição nas buscas é bem reduzida e o anúncio tem prazo para expirar.

Então é importante calcular bem o preço de venda, para incluir essas tarifas e evitar que tenha prejuízo com as vendas.

Essa forma de tarifação é interessante porque o custo de inserir e divulgar seus produtos somente é cobrado após a venda, isto é, seu desembolso inicial será apenas o seu estoque.

E falando de divulgação de produtos, entra outra grande vantagem de criar sua loja no mercado livre, isto porque, os seus produtos não aparecerão somente nas pesquisas feitas dentro do Mercado Livre, mas também em pesquisas realizadas no google.

Fato, que lhe trará um retorno mais rápido, porque para se vender é preciso ser encontrado, e isso o mercado livre consegue fazer muito bem, os anúncios são muito bem indexados.

E fazendo um bom trabalho na entrega, nas respostas das perguntas feitas pelos leads, vendendo bons produtos você vai evoluindo na reputação dentro do mercado livre.

E isso traz algumas vantagens, como redução no valor do frete, e uma maior exposição de seus produtos, aumentando ainda mais suas vendas.

Uma loja virtual tem obrigações semelhantes as lojas físicas, então, para passar mais credibilidade é importante criar sua empresa para poder emitir nota fiscal.

Você pode começar abrindo uma MEI (clique aqui para saber como abrir uma MEI), que é fácil e rápido para criá-la e que servirá para iniciar seus negócios.

A MEI tem uma limitação relativamente baixa de faturamento anual, que em 2020 é de R$81000,00, pode parecer muito, mas esse valor é referente ao faturamento e não o lucro.

Só para exemplificar, supomos que você obteve 20% de lucro, ao atingir os R$81000,00 de faturamento, seu ganho foi de R$16200,00 no ano, o que significa um faturamento de R$ 1350,00 ao mês.

Mas para o início é o regime de empresa mais aconselhável, e assim que seu faturamento for aumentando será natural a mudança do tipo de empresa.

Espero que tenha lhe ajudado a entender como funciona esse tipo de e-commerce e caso tenha alguma dúvida entre em contato.

Daniel Oliveira

Baixe Gratuitamente o E-book Guia da Transformação Vencedora

Baixe Gratuitamente o E-book Guia da Transformação Vencedora

18 Atitudes Para Alcançar Qualquer Objetivo

Não enviamos spam!

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.